Nome em questão: Billy Crudup em “Spotlight ” e “The Stanford Prison Experiment”

Billy+Crudup+Eat+Pray+Love+New+York+Premiere+zeZubNeYy-ul

Com o lançamento dos trailers de dois filmes que prometem dar o que falar esse ano- “The Stanford Prison Experiment” e “Spotlight” – resolvi fazer um link entre eles.

Se me pedissem pra citar o nome de um ator que faz das escolhas dos personagens que interpreta e sua entrega a eles um grande exemplo de paixão e domínio da sua arte, sem dúvida nenhuma o escolhido seria Billy Crudup.

Apesar de não ser tão conhecido do grande público, muitas pessoas já devem ter deparado com seu rosto carismático estampado em alguma matéria, ou até mesmo em alguns pôster de filme e feito o comentário clássico: “De onde eu conheço ele?”.

Transitando pelo universo dos blockbuster com a mesma desenvoltura que transita pelo cinema independente, Crudup escolhe seus personagens como se estivesse escolhendo um novo tipo de massa de modelar. A cada novo trabalho, a repetição está fora de questão. Aliado ao seu grande talento está seu carisma e beleza singular que fazem com que tanto os mocinhos quanto os bandidos que interpreta ganhem uma admiração especial do espectador.

Formado pela conceituada “Tisch School of the Arts”, em Nova York, nos EUA, em 1994, Billy começou a ser reconhecido pelo seu talento nos palcos da Broadway através das inúmeras peças que fez. Daí para começar a fazer pequenas participações em filmes foi um pulo. Seu primeiro longa como protagonista foi “Grind – correndo contra vida”, de 1997. Em seguida fez “Sleepers”, de Barry Levinson, com Brad Pitt e Jason Patrick; “Todos Dizem Eu Te Amo”, de Woody Allen, e “Circulo de Paixões”.

De lá pra cá já se vão mais de 15 anos e inúmeros papéis de destaque de filmes consagrados como: “Quase Famosos”, de Cameron Crowe e “ A Bela do Palco”, de Richard Eyre – duas aulas de interpretação incríveis-; “Peixe Grande”, de Tim Burton, “ Missão Impossível 3”, de J.J. Abrams; “Inimigos Públicos”, de Michael Mann; e “Watchmen”, de Zac Snyder.

Bom, depois desse pequeno grande adendo sobre essa figura ilustre que merece mais atenção dos fãs da sétima arte, vamos a sinopse dos trailers em questão e, em seguida, a eles.

“Spotlight”, de Tom McCarthy (“O Visitante”), com Michael Keaton, Mark Ruffalo, Billy Crudup, Rachel McAdams, Liev Schreiber e Stanley Tucci.

Sinopse: Baseado em fatos reais, o filme conta como o jornal americano “Boston Globe” descobriu o escândalo de abusos sexuais infantil dentro da arquidiocese local, estremecendo toda a igreja católica.

“The Stanford Prison Experiment”, de Kyle Patrick Alvarez, com Billy Crudup, Tye Sheridan e Ezra Miller.

Sinopse: Vinte e quatro estudantes do sexo masculino foram selecionados para assumir funções atribuídas aleatoriamente de presos e guardas em uma prisão fictícia situado no porão de um prédio da faculdade de psicologia de Stanford. Baseado em fatos reais.

Ambos os filmes ainda não tem data de estréia no Brasil.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s